Agilidade da Saúde do Estado garante entrega a todos os municípios

O trabalho organizado há meses pelas equipes da Secretaria de Estado da Saúde teve resultado prático nesta terça-feira (19). Em pouco mais de dez horas as equipes do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) organizaram, classificaram e encaminharam para as 22 Regionais de Saúde as 132.540 primeiras doses da vacina contra a Covid-19 no Paraná.

A primeira entrega ocorreu para o município de Curitiba, que concentra o maior volume de doses. A prefeitura retirou a carga diretamente no Cemepar. A saída dos imunizantes foi acompanhada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e a secretária municipal de Curitiba, Márcia Huçulak. Ao longo do resto do dia, equipes estão distribuindo as doses do Interior com aviões e automóveis terrestres.

Beto Preto afirmou que a vacinação contra a Covid-19 é um processo que foi desenvolvido em parceria pelo Governo do Estado com os municípios. “Todos vão receber as doses para essa primeira etapa de vacinação. Existem secretarias que tem 30, 40 doses, e outras, como Curitiba, que tem 23 mil doses. Vamos atender a todos, porque o Paraná é um só, é o Paraná por inteiro na saúde e é o Paraná imunizado”, afirmou.

Ele também destacou a parceria dos municípios para o sucesso na campanha de vacinação contra a Covid-19. “Na pessoa da secretária Márcia Huçulak eu cumprimento, agradeço e peço prioridade para a vacinação para todos os secretários municipais de Saúde. A estratégia de distribuir para todo o Paraná é democrática, participativa e assim, com os municípios atuando junto conosco, vamos começar a vacinação contra a Covid-19 em todo o Estado”, afirmou.

Na retirada das doses, a secretária Márcia Huçulak agradeceu a agilidade para a entrega dos imunizantes. “Estamos muito felizes porque de forma proativa o governador Ratinho Junior e o secretário Beto Preto disponibilizaram a entrega das nossas doses de forma ágil e com segurança”, afirmou. As 23.160 doses do município de Curitiba foram levadas em transporte próprio da prefeitura e serão preparadas para o início da vacinação nesta quarta-feira (20), as 10h, no Parque Barigui.

LOTES – As doses chegaram em três voos na noite desta segunda-feira (18) no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O carregamento foi transportado em caminhões da Secretaria de Estado da Saúde e da Defesa Civil para o Cemepar. As equipes trabalharam durante a madrugada para organizar as caixas com 40 frascos de doses da vacina e acondicionar em embalagens de isopor para manter a temperatura ideal para o imunizante que foram enviadas para as regionais de Saúde.

O Cemepar acondicionará as demais 132.540 doses da segunda aplicação durante as próximas semanas. As vacinas ficarão em Curitiba por conta da ampla estrutura de freezers e câmaras frias, e por questões de segurança.

TRANSPARÊNCIA – A quantidade de doses distribuídas nesta primeira fase está disponível no anexo I do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. De acordo com o secretário Beto Preto, os dados de doses aplicadas serão disponibilizados assim que o Ministério da Saúde liberar os relatórios via sistema.

“Atuamos junto à Controladoria-Geral do Estado para manter a total transparência em nossos atos e tudo o que ocorre na Sesa. Dessa forma, assim que as vacinas forem aplicadas e o Ministério autorizar, publicaremos a quantidade de doses aplicadas”, garantiu o secretário.

O Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) é de responsabilidade do Ministério da Saúde e todas as informações e dados estarão centralizadas no banco de dados. Os aplicadores de vacinas dos municípios fazem o cadastro da pessoa vacinada de forma nominal. Por isso, segundo o secretário, é fundamental que os gestores municipais disponibilizem suporte à internet e priorizem o cadastro das doses aplicadas.

ENTREGAS – Parte da carga foi distribuída em caminhões e levada para o aeroporto executivo Bacacheri, em Curitiba, e seguiu em três aviões para o Interior. Outros caminhões seguiram para as regionais mais próximas da Capital, como Ponta Grossa, Piraquara (local de armazenamento de medicamentos da 2ª Regional de Saúde), União da Vitória e os municípios do Vale do Ribeira.

(AEN)

Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Mega-Sena acumula

Maringá FC acerta com mais dois jogadores para o Paranaense 2021

Conheça a premiação do Campeonato Paranaense