Felipe Drugovich, de Maringá, fora da zona de pontuação em corrida de sete voltas em Sochi pela F-2

Orlando Gonzalez

Com informações da Motorsport

A primeira corrida da décima etapa do Campeonato de Fórmula 2, no sábado (26), já foi complicada para o piloto maringaense Felipe Drugovich, como para os demais pilotos. Na manhã deste domingo (27) pilotos voltaram a bater forte e a corrida durou apenas sete voltas. Drugovich fechou na vigésima posição e não conseguiu pontuar. Aliás, nenhum piloto do Brasil conseguiu pontos: Pedro Piquet obteve o nono lugar e Guilherme Samaia havia abandonado a corrida antes dos acidentes.


O acidente que ´forçou´ o fim da etapa foi entre Jack Aitken e Luca Ghiotto, que causou uma bandeira vermelha. A prova foi interrompida imediatamente para a retirada dos carros e reparo das barreiras, mas o carro de Ghiotto foi visto pegando fogo por causa de um vazamento de combustível. Com isso, a direção de prova optou por encerrar a corrida 25 minutos após a paralisação. No final, Guanyu Zhou foi declarado o vencedor em meio ao caos.


Agora, os pilotos ganham dois meses de folga. É que as últimas quatro etapas, no Bahrein, voltam apenas no final de novembro.


Mick Schumacher segue na liderança com 191 pontos, 22 a mais que Callum Ilott em segundo. Yuki Tsunoda completa o Top 3 com 147. Felipe Drugovich é o décimo primeiro, com 79 pontos.


Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Mega-Sena acumula

Maringá FC mostra os últimos reforços para o Paranaense da Segunda Divisão

Professores da Secretaria de Esportes de Maringá realizam lives dos centros esportivos