Pia Sundhage completa 1 ano à frente da Seleção Brasileira feminina

Em 30 de junho de 2019, Pia Sundhage era apresentada pelo Presidente Rogério Caboclo como a nova técnica da Seleção Brasileira Feminina. Depois de comandar as Seleções da China, Estados Unidos e Suécia, a sueca de 60 anos tinha um novo e grande desafio pela frente: comandar a equipe nacional do País do Futebol.

Em 365 dias à frente da equipe brasileira, Pia comandou a Seleção em 11 jogos, somando seis vitórias, quatro empates e uma derrota. Com o desempenho, o Brasil voltou ao Top 10 no Ranking de Seleções da FIFA, onde ocupa a 8ª posição, atualmente. Se o desafio exige conhecer as jogadoras brasileiras, a treinadora tem executado bem essa função. Em um ano de trabalho, foram convocadas 46 atletas. Destas, 43 foram a campo.

Fora dos campos, em meio à cultura brasileira e a vida no Rio de Janeiro, Pia tem se acostumado ao novo estilo, que apesar de desafiador, a treinadora não esconde a gratidão dessa oportunidade.

"É futebol, é trabalho em equipe, é trabalho duro, é desafiador, e também muito divertido. Eu estou entre pessoas inteligentes, fiz novos amigos, e me senti abraçada e aceita no Brasil como uma mulher sueca que ama futebol. Por isso, eu sou muito grata!", revela Pia.

Devido à pandemia de Covid-19, Pia comemora o primeiro ano na Seleção Feminina à distância. Da Suécia, a treinadora segue comandando a equipe, agora, de forma remota. Mas não é por isso que deixa seu jeito exigente e obcecado por estatísticas de lado. Semanalmente, a sueca lidera reuniões com a comissão técnica, as jogadoras e os técnicos das Seleções Feminina Sub-20 e Sub-17. O objetivo é manter a excelência e o foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

"Neste período que não temos jogos, estou estudando pelo computador nossos jogos repetidas vezes, analiso também os dados das partidas, reavaliando nossos números. Coloco um sorriso no meu rosto em todos os momentos quando marcamos um gol. Estamos tentando manter o time unido e estaremos prontas para os seis jogos até a final Olímpica", destaca Pia.

Apesar da linguagem no futebol ser universal, Pia ainda não domina o português, utiliza o inglês para se comunicar com as atletas e a comissão técnica. No entanto, a técnica se esforça para aprender e trocar algumas palavras na língua nacional, como no vídeo que fez para a CBF TV em que conta um pouco de sua carreira na Seleção em português.

"Eu tenho um trabalho fantástico! Diferente de outros trabalhos que tive, porque treinar fala muito sobre comunicação e, infelizmente, eu não falo português. Como treinadora dos Estados Unidos, eu sempre falava “soccer”, na Suécia “fotboll”, e agora no Brasil, eu tento aprender como falar “futebol”. No País do Futebol, eu tenho jogadoras experientes e técnicas, além disso, estou com pessoas acolhedoras, e eu de verdade acredito que podemos ter uma postura positiva para o futebol feminino. Eu espero fazer a diferença!", conta Pia.

Completando um ano na Seleção Brasileira, Pia já está de olho no próximo, mais precisamente, nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 (adiados para 2021 por conta da Pandemia). Experiente quando o assunto é final olímpica, já que esteve nas últimas três decisões conquistando duas vezes a medalha de ouro, a técnica não pensa em outra possibilidade se não seguir seu rumo natural na competição.

"Daqui a um ano, estaremos competindo pela medalha de ouro nas Olimpíadas, no Japão. Nós vamos estar preparadas. Eu, minha comissão técnica e as jogadoras brasileiras. Nós iremos dar o nosso melhor, eu prometo. Eu já estive em uma final olímpica antes com a Seleção dos Estados Unidos e da Suécia, e eu adoraria voltar com a ajuda dos meus novos amigos", projeta.

Números de Pia Sundhage na Seleção Brasileira Feminina:

Jogos:

Brasil 5 x 0 Argentina - Torneio Internacional de São Paulo
Brasil 0 x 0 Chile - Decisão nos pênaltis do Torneio Internacional de São Paulo - Brasil 4 x 5 Chile
Brasil 2 x 1 Inglaterra - Amistoso Internacional
Brasil 3 x 1 Polônia - Amistoso Internacional
Brasil 4 x 0 Canadá - Torneio Internacional da China
Brasil 0 x 0 China - Decisão nos pênaltis do Torneio Internacional da China - Brasil 2 x 4 China
Brasil 6 x 0 México - Amistoso Internacional
Brasil 4 x 0 México - Amistoso Internacional
Brasil 0 x 0 Holanda - Torneio Internacional da França
Brasil 0 x 1 França - Torneio Internacional da França
Brasil 2 x 2 Canadá - Torneio Internacional da França

Artilheiras:

Debinha - 6 Gols
Bia Zaneratto - 5 Gols
Formiga - 3 Gols
Cristiane - 2 Gols
Ludmila - 2 Gols
Chú - 1 Gol
Duda - 1 Gol
Érika - 1 Gol
Marta - 1 Gol
Millene - 1 Gol
Tamires - 1 Gol
Victória - 1 Gol
*Gol contra no duelo com a Argentina
(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

MAIS...

Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Tábata Vitorino, do atletismo de Maringá, já treina de olho nos Jogos do Japão

Athletico x Cascavel vale vaga na final do Campeonato Paranaense

Maringá FC pode ficar sem calendário na temporada 2020