Há duas décadas, São Paulo superava o Santos na final do Paulistão


Há exatamente 20 anos, o São Paulo conquistava o seu 20º título estadual. No dia 18 de junho de 2000, o Tricolor empatava, por 2 a 2, com o Santos na segunda partida da decisão e aumentava a sua coleção de conquistas do Campeonato Paulista.

Campanha
Pelo regulamento da competição naquele ano, os quatro maiores vencedores do estado (Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo) entraram no estadual apenas na segunda fase, porque estavam disputando o Torneio Rio-São Paulo. Com a pior campanha nessa primeira etapa, o América foi rebaixado.

Já na segunda etapa da competição, o São Paulo fez uma campanha consistente do inicio ao fim. Localizado no Grupo A, o clube são-paulino terminou na primeira colocação, com oito vitórias, um empate e apenas uma derrota. Nesta fase, os dois primeiros se classificavam. Ao lado do futuro campeão, o Guarani também avançou no grupo.

Na terceira fase, o São Paulo sofreu um pouco mais. No mesmo grupo do Santos, o Tricolor passou na segunda posição, com 11 pontos. O Santos foi o líder, com 13. A classificação complicava a situação no mata-mata, já que o Corinthians –líder do outro grupo– chegava com vantagem de dois empates nas semifinais.

Campeão mundial poucos meses antes do estadual, o Corinthians de Marcelinho Carioca chegava com motivação para mais um título. O que o clube alvinegro não contava era com duas grandes atuações do São Paulo na semifinal, que venceu os dois jogos por 2 a 1 e 2 a 0.

Na outra semifinal, o Santos passou pelo Palmeiras com certa dose de drama. Após empate por 0 a 0 na primeira partida, o Alvinegro Praiano se classificou com um gol salvador aos 45 minutos do segundo tempo do segundo jogo. O alviverde chegou a abrir 2 a 0, mas Eduardo Marques, Anderson e Dodô colocaram o Santos novamente na final do Paulistão após 16 anos.

Decisões
O São Paulo ia para a final com a vantagem de jogar por dois resultados iguais, já que era dono de campanha superior ao do Santos. O primeiro jogo da decisão foi sacramentado ainda no primeiro minuto, quando o atacante França marcou e definiu o placar que ampliava a vantagem tricolor.

No encontro derradeiro, não faltou emoção no San-São. O Santos abriu o placar com Dodô, mas Rogério Ceni empatou ainda no final da primeira etapa, com gol de falta. Já no inicio do segundo tempo, Rincón desempatou em cobrança de pênalti, mas em nova cobrança de falta -dessa vez de Marcelinho Paraíba– o São Paulo empatou, definindo o placar e o título de Campeão Paulista de 2000, o 20º do clube.
(Texto: FPF. Foto: São Paulo)



Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Consultor do Athletico esclarece decisão do TCE-PR

Atletas de seleção tentam parcerias para se manterem em forma

O primeiro jogo do Coritiba há 110 anos