Prefeitura de Maringá: Intervenções internas e externas valorizam a preservação do Parque do Ingá

Enquanto o trecho final da pista de caminhada do Parque do Ingá é finalizado, com a instalação de  piso emborrachado, no interior da reserva florestal servidores realizam diversas atividades de limpeza, manejo de plantas e manutenção de equipamentos. “O parque ganhou relevância nos últimos três anos com intervenções que valorizam a preservação da unidade de conservação florestal”, afirma o prefeito Ulisses Maia.


As ações iniciaram em 2017, com a abertura do portão 2 que dá acesso ao Parque do Ingá pela avenida Laguna, na Vila Operária, fechado por 8 anos. O portão leva a uma passarela de 232 metros que entra pela mata e chega até ao lago central da reserva. Em 2019, a locomotiva “Maria Fumaça” foi restaurada. A máquina,  deslocada até o Parque do Ingá em 1973 numa complexa operação logística,é simbolo da colonização da cidade


A implantação do piso emborrachado no entorno do parque, favorecendo a prática de corridas de caminhadas e corridas com mais segurança, segue, com previsão de conclusão em setembro. A obra foi iniciada em janeiro deste ano,  Iluminação em LED, lixeiras, bebedouros e novos aparelhos de exercício serão instalados como parte do projeto de recuperação da pista. O modelo emborrachado deve ser reproduzido em outros parques.


Na área interna, o plano de manejo identificará ações de manutenção e preservação da unidade de conservação, como a recuperação do lago, a continuidade do manejo dos cipós exóticos e novas ações de educação ambiental dentro do parque. O documento foi encaminhado ao Comdema para aprovação e, em seguida, passará por audiência pública para sua validação final e implantação. O último plano do parque é de 2007.

(Foto: Geraldo Neves/PMM)


Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Mega-Sena acumula

Maringá FC vence Araucária e volta à Primeira Divisão do Campeonato Paranaense

Atletas do boxe de Maringá disputam Campeonato Brasileiro em São Paulo