Flamengo apresenta o novo técnico para o Brasileiro

Domènec Torrent, ou apenas Dome, como prefere ser chamado, participou, nesta segunda-feira (03) de sua primeira entrevista coletiva na função de técnico do Flamengo. Paciente, diplomático e tentando improvisar um “portunhol”, o catalão deixou bem claro como pretende trabalhar com o elenco rubro-negro, as mudanças que deve fazer no estilo de jogo e admitiu que já tem até uma possível escalação para a estreia do Campeonato Brasileiro.

Em todos os momentos, Dome fez questão de deixar claro a grandeza do Flamengo, afirmando ser um dos 10 maiores clubes do mundo e conhecido na Europa. Ao receber a proposta do Rubro-Negro, ele não hesitou.

“Eu não sei se Brasil sabe o quanto o Flamengo é respeitado fora da América. Na Espanha, quando você fala de uma equipe brasileira, a primeira que vem à cabeça é o Flamengo. Quando pessoas que eu confio me falaram sobre o Flamengo eu disse: para tudo. Primeiro é o Flamengo e se a coisa for adiante e tivermos um processo bom, é minha primeira opção 100%. Só há dez equipes no mundo que se podem comparar a Flamengo. Foi fácil para mim. Quando me falaram sobre o interesse do Flamengo era minha primeira opção de poder trabalhar com esse grandioso clube”.

Dome admitiu que acompanhou cerca de 10 jogos recentes do Flamengo e, dentre eles, as finais da Libertadores e do Mundial Interclubes. Apesar de elogiar o trabalho de Jorge Jesus, que ganhou quase tudo pelo clube, o novo comandante rubro-negro revelou que vai mudar, aos poucos, a maneira de o time atuar. Para isso, conta com a ajuda dos jogadores, e já sabe até a escalação para o primeiro compromisso do Campeonato Brasileiro.

“Quando você ganha tudo quer dizer uma coisa: os jogadores são ‘top’, são muito inteligentes, e não têm nenhum problema em mudar. O mais importante não é ganhar, é voltar a vencer quando já venceu antes. Isso é muito difícil. Já tenho experiência em como tratar esses tipos de jogadores. É muito fácil jogar com esses tipos de jogadores, que conheço perfeitamente todos, ou quase todos. Praticamente conheço todo o plantel e já tenho em mente a equipe para a próxima partida”.

Dome afirmou que vai jogar para frente, pressionando o adversário e revelou que prefere ganhar de 4 a 3 do que de 1 a 0. E como o técnico pretende mudar o Flamengo?

“Acho que a grande diferença é a rapidez que se joga na Europa, o ritmo de treinamento é muito alto. Acredito que as pessoas pensam que o jogador brasileiro gosta muito de tocar a bola e joga mais lento. Eu não penso assim. Eu acho que o jogador brasileiro pode jogar de qualquer maneira porque tem muita qualidade. O mais importante é ter qualidade. Você pode jogar aqui como na Europa, rápido, esta é minha ideia. O que eu quero dizer é que se você pode jogar com dois toques, não jogue com três. Se pode jogar com três toques, não dê quatro. Dar velocidade ao jogo sendo muito ofensivo”.

Ao ser questionado sobre uma possível crítica ao Flamengo por ter contratado mais um técnico estrangeiro, Dome preferiu elogiar os treinadores brasileiros e lembrou que na Espanha há muitos técnicos de diversas nacionalidades.

Para o torcedor rubro-negro que ainda está magoado com a saída de Jorge Jesus logo depois de ter renovado contrato, Dome declarou que tem outro objetivo

“Eu quero que o Flamengo tenha um estilo muito próprio e eu gostaria de ficar aqui no Rio por muitos anos. Isto quer dizer que ganhamos muitos títulos, que os dirigentes estão felizes, os torcedores contentes e eu também. Não estou aqui para ficar um ou dois anos, ter sucesso e sair. Quando estou feliz em algum lugar, quero ficar 2,3,4 ou 5 anos. Quer dizer que nós ganhamos, ganhamos, ganhamos e ganhamos.

Domenèc Torrent trouxe dois profissionais para integrar a comissão técnica do Flamengo. O auxiliar Jordi Guerrón e o analista de desempenho, Jordi Gris.
(Texto: Maurício Costa/Agência Brasil. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Mega-Sena acumula

Maringá FC vence Araucária e volta à Primeira Divisão do Campeonato Paranaense

Amavolei Maringá larga com vitória na Superliga C masculina