Palmeiras dá largada às atividades técnicas com bola


Longe dos trabalhos com bola desde o dia 13 de março devido à pandemia da Covid-19, o elenco do Palmeiras voltou aos treinos na quarta-feira (1) na Academia de Futebol. Depois de sete dias de avaliações físicas e fisiológicas, a equipe realizou treinamentos técnicos em dois períodos sob comando do auxiliar Maurício Copertino nos campos 2 e 3.

O retorno aos treinos manteve o rígido protocolo adotado desde a última semana para mitigar o risco de contaminação e prover o máximo de segurança aos profissionais. Os atletas foram divididos em dois grupos para realizar as mesmas atividades em horários distintos tanto no período da manhã quanto no período da tarde. Todos tiveram a temperatura corporal aferida e responderam a um questionário sucinto.

Na última rodada de testes para detectar possíveis infecções pelo novo coronavírus, realizada na segunda-feira (29), foi encontrado mais um caso positivo entre jogadores e outros dois entre membros do staff. Os três estão assintomáticos e foram imediatamente afastados das atividades, de acordo com os protocolos médicos previamente estabelecidos pelo clube.

No treino desta manhã, acompanhada de perto pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, os atletas realizaram trabalhos de passe, ultrapassagem, posse de bola, raciocínio e finalização. Os goleiros fizeram atividades específicas da posição no campo 2 da Academia – além de Weverton, Jaílson e Vinicius, o goleiro do Sub-20 Mateus Oliveira juntou-se ao grupo. Na parte da tarde, os treinos técnicos continuaram com trabalhos de posse de bola e marcação.

O goleiro Weverton comemorou a volta aos treinos, mesmo que em uma realidade diferente e obedecendo aos protocolos de saúde. “Foi um período difícil para nós. Mais de 100 dias sem atividades em campo, sem fazer o que estávamos acostumados. Depois de toda essa preparação com testes e exames para entendermos como estava nosso corpo, pudemos voltar com bola e ter o contato com algo parecido com a nossa realidade. Estamos felizes de voltarmos a trabalhar, viver um pouco da nossa rotina com todos os cuidados que são necessários agora. Estávamos com muita saudade”, disse o goleiro alviverde.

O uso da máscara segue obrigatório e os jogadores só puderam retirá-la durante as atividades físicas. Além disso, os atletas já chegaram uniformizados e seguem utilizando estações individuais de descanso e hidratação. Os kits de suplementação, hidratação e refeição pós-treino foram colocados e distribuídos em bolsas térmicas personalizadas.
(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Tábata Vitorino, do atletismo de Maringá, já treina de olho nos Jogos do Japão

Athletico x Cascavel vale vaga na final do Campeonato Paranaense

Maringá FC pode ficar sem calendário na temporada 2020