Atletas já treinam no CT Time Brasil e Parque Deodoro no Rio de Janeiro

Na segunda-feira (20), o CT do Time Brasil, localizado no Parque Aquático Maria Lenk, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, voltou a receber atletas. Por causa da pandemia do novo coranavírus (covid-19), o espaço estava fechado desde o dia 18 de março.

Nesta primeira etapa, 31 atletas de nove modalidades voltaram ao centro de treinamento. Um deles foi o Allan do Carmo, maratonista aquático que esteve nos Jogos Olímpicos de Pequim e do Rio de Janeiro. “Pudemos nos sentir bem seguros desde a entrada, passando pela academia e pela piscina. Ter o acompanhamento de toda equipe multidisciplinar, principalmente na parte física, é fundamental”, disse à Agência Brasil o nadador, que deve fazer parte da segunda turma da Missão Europa, com viagem para Lisboa prevista para o dia 8 de agosto. Ana Marcela Cunha, principal nome do país nas provas de maratona aquáticas, também treinará no CT até o início de agosto, e depois parte para treinar na Europa.

Outra atleta que retornou aos treinos no Maria Lenk na manhã desta segunda (20) foi Giullia Penalber, bronze no Pan-americano de Lima no Wrestling: “O ambiente do CT é demais. Aos poucos vamos voltando em busca do ritmo e do tempo perdidos. Pude ver que as regras são bem rígidas mesmo. Os limites de horário e de espaço também são bem controlados. No tempo que estive lá, só tinha duas pessoas utilizando o mesmo local além de mim”.

“A implementação dessa reabertura gradual foi colocada em prática com toda a rigidez em relação à triagem, higienização de equipamentos, distanciamento social e turnos de ocupações das salas”, afirmou o diretor de esportes do COB, Jorge Bichara. Segundo o dirigente, todos os atletas programados para utilizar o CT nesta semana passarão por avaliações para identificar em qual estágio físico estão. Desta forma, será definida a programação de treinos daqui para frente. Na primeira etapa de retomada dos trabalhos no CT do Time Brasil, o grupo máximo permitido pelo COB é de 40 pessoas. Os atletas escolhidos residem no Rio de Janeiro e já estão classificados para os Jogos, ou têm boas chances de conseguir a vaga.

Parque de Deodoro
O grupo de 40 atletas que vai usar o CT do Time Brasil só vai ficar completo durante essa semana, quando os nove integrantes da seleção brasileira de canoagem slalom receberem os resultados dos testes de RT-PCR a serem feitos nesta terça (21).

Porém, os canoístas já fizeram, na manhã desta segunda-feira (20), o primeiro trabalho específico e isolado na pista do Parque Radical de Deodoro, localizada também na zona oeste da capital fluminense. No grupo estava Pedro Henrique Gonçalves, o Pepê, sexto colocado nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016, na prova do K1 (caiaque).

“Para nós, tanto o CT Maria Lenk, para o trabalho físico, quanto Deodoro são especiais. Os principais locais do mundo para treinarmos. A companhia da equipe multidisciplinar era o que esperava há quatro meses”, disse à Agência Brasil.

Pepê passou grande parte do período de quarentena em sua cidade natal, Piraju, interior de São Paulo.

“Não parei. Permaneci ativo dentro e fora da água. Mas, na verdade, estava contando os dias para voltar à parte específica do treinamento, aquela rotina desgastante, gostosa e necessária”, finalizou.
(Texto: Juliano Justo/Agência Brasil. Foto: Rafael Bello/COB)

Comentários

+ lidas nos últimos 30 dias!

Mega-Sena acumula

Giovana Marinoski disputa o Open do Sul-Brasileiro no Beto Carrero

Maringá Futebol Clube anuncia mais 3 reforços para a Segundona do Paranaense